Especial 100 anos da Ponte Grande – 1920: o presidente de honra

Especial 100 anos da Ponte Grande – 1920: o presidente de honra

No próximo dia 17 de março, a partida inaugural do estádio da Ponte Grande completará 100 anos. Para celebrar o centenário da primeira casa corinthiana, o Corinthians.com.br e o ArenaCorinthians.com.br vão contar, em uma série especial, a história do local.

No quinto capítulo, um texto sobre 1920. Confira:

Já tratando Alcântara Machado como presidente de honra do Sport Club Corinthians Paulista. Oriundo de uma das mais tradicionais famílias paulistas, ele era filho do promotor público Brasílio Augusto, fundador da Academia Paulista de Letras. Esquecendo-se de si, superior às suscetibilidades e às decepções, esteve sempre pronto a aplicar o saber e a sacrificar as comodidades pessoais em proveito das iniciativas úteis à coletividade.

Nós, corinthianos, que digamos. O censo de 1920 já marcava quase 580 mil pesssoas. O processo imigratório, em especial dos países latino europeus, arábes e do Japão, aliado à chegada da estrada de ferro e do crescimento da economia do café, transformaram profundamente a sociedade e a paisagem da cidade, formada por povos tradicionais, descendentes de africanos recém libertos da escravidão e de bandeirantes portugueses, que formavam uma pequena e economicamente pobre cidade no entorno dos rios Anhangabaú e Tamanduateí.


ASSINE A NEWSLETTER DA ARENA

Fieldset

 

Verification